SORTE É UMA QUESTÃO DE ATITUDE!

Nós brasileiros, somos um povo que acredita na sorte! Quase todo mundo traz, na bolsa ou na carteira, amuletos como figa, olho grego, trevo de quatro folhas, moedas, pedras, cristais, medalhinhas… pois acreditamos que eles transmitem segurança e uma sensação ilusória de controle dos acontecimentos do dia-a-dia. Também ritualizamos situações em busca da sorte: muitas pessoas usam a mesma peça de roupa ao fazer as provas do vestibular ou quando vão ao campo torcer pelo seu time; pregam o seu nome, com alfinete, na bainha do vestido das noivas para atrair casamento… Enfim, a sorte está muito ligada à superstição e à magia.

Mas, pra você, o que é ter sorte? Ganhar sozinho na mega-sena acumulada? Ter um emprego espetacular? Encontrar um parceiro maravilhoso? Ter nascido bonito? Ter amigos sinceros? Ter uma vida confortável? Sentar ao lado do Chico Buarque no avião? Ganhar muitos presentes? É ser apaixonado pelo que faz? É conseguir as coisas com relativa facilidade? É estar vivo e com saúde? Na verdade, ter ou não sorte, é algo que está na nossa cabeça, no que é valorativo pra nós, no que acreditamos, nas boas energias, no que buscamos e construímos pra nossa vida. Ter sorte é acima de tudo uma questão de atitude.

CONHECIMENTO / OPORTUNIDADE

Acreditar na sorte é que nem acreditar em Papai Noel – se ele existe pra você, então ele existe. Mas acreditar só não basta, pois ela é mais probabilidade que certeza. Tem que ter ação e investimento.

Todo mundo deseja ganhar na mega-sena, mas quantos vão à casa lotérica e fazem o jogo? É preciso que se crie oportunidade para que as coisas aconteçam. Não basta estar no lugar certo e na hora certa para receber um “benefício inesperado”. Nós é que criamos as condições favoráveis para que aconteça o que chamamos de sorte. É necessário ter uma atitude positiva diante da vida; aproveitar e criar oportunidades; ter autoconfiança e determinação; acreditar que vale à pena correr riscos, ter disposição para aprender; investir nos relacionamentos; usar os nossos conhecimentos na construção de algo que idealizamos; ter coragem e vivenciar situações de competição; seguir a intuição; ser proativo e antecipar-se aos fatos; aprender a superar dificuldades e, acima de tudo, questionar verdades e impossibilidades e investir em conhecimentos, habilidades e atitudes.

TER SORTE É SABER VIVER

O que você tem feito para conseguir o que você deseja na sua vida? Qual tem sido a sua postura diante do mundo? Você tem funcionado como a hiena do desenho animado que passa o dia se lamentando (Oh! Vida! oh Sorte! oh azar!)? Você se considera um “Gastão” (da revista do Walt Disney) que tropeça na sorte a cada esquina e que não precisa mobilizar o mínimo esforço para conseguir as coisas? Ou você tem sido um “construtor de possibilidades”, investindo no seu potencial e capacidade de realização.

Você pode continuar usando seu “kit proteção” na bolsa, tomar banho de sal grosso, usar figa pendurada no pescoço e tudo que você tiver direito crendo que isso lhe trará “a sorte de um amor tranqüilo com sabor de fruta mordida” e lhe ajudará a ser feliz. Algumas pessoas gostam de poesias e outras de dramas (espero que a sua escolha seja pela poesia)… e por falar em poesia: “minha sorte está lançada. Eu vou, eu sou estrada. Eu sou, eu sou levada. Eu sou, eu sou partida. Contra o grande nada – lá vou eu!” ( Vinícius de Moraes).  Estou indo, com muita sorte,  por acreditar que eu nasci pra ser amada e ser feliz.Nos encontramos…

 

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.