SAÚDE É O QUE INTERESSA…

             A ciência tem se dedicado, como em nenhuma outra época, a viabilizar estudos que apontem caminhos ainda mais precisos em direção à saúde e longevidade. Nesse contexto, quinhentos cientistas de trezentas instituições realizaram um imenso estudo (em 180 países) sobre a saúde da humanidade nas últimas quatro décadas, no qual, entre outras coisas, descobriram que: a expectativa de vida aumentou em praticamente todo mundo – os homens passaram de 62 para 67 anos e as mulheres de 68 para 73 anos; as mortes relacionadas à subnutrição caíram de 3,4 milhões em 1990, para 1,4 milhão em 2010 – em 1990, a subnutrição era a doença que mais tirava anos de vida saudável da humanidade, em 2010 esse índice despencou para o oitavo lugar; em compensação, a obesidade subiu de décimo pra sexto lugar.

No Brasil, mais da metade da população está acima do peso. Segundo pesquisas recentes (Vigitel – 2012) divulgadas pelo Ministério da Saúde, Belém é a nona capital do país com o maior número de pessoas acima do peso (50,4%). Nós aqui no Pará temos uma das melhores culinárias do país, uma diversidade muito grande no tocante à alimentação, mas nossos hábitos alimentares são ruins. Apesar das múltiplas possibilidades alimentares, o consumo de frutas, legumes e verduras é baixo; enquanto que é excessivo o consumo de comida industrializada.  Precisamos urgentemente rever nossos hábitos alimentares!

SEDENTARISMO

Aqui em Belém come-se muito! Tudo termina em comida. Além de uma alimentação inadequada, segundo os dados da pesquisa Vigitel, Belém é uma das capitais do país em que as pessoas adultas passam mais tempoassistindo televisão diariamente (30% da população), o que contribui para um elevado índice de sedentarismo, de vez que diminui o tempo disponível para se exercitar. A gente teria todas as condições de estar entre as capitais com melhor qualidade de vida no Brasil e em vez disso aparecemos, com frequência, em estatísticas pouco recomendáveis.

Com certeza, se as pessoas parassem um pouco para fazer uma lista de metas – talvez fosse melhor chamá-la de intenções –, emagrecer e praticar exercícios físicos vai aparecer na maioria das listas. Também é verdade que a violência nas ruas tem contribuído pra que as pessoas permaneçam mais em casa, provavelmente na frente da televisão ou do computador e comendo. Aproveitar o horário em que se está fazendo as refeições para responder emails, ficar navegando no facebook, ver televisão ou qualquer outra coisa que desvie a sua atenção da comida não é nada recomendável, pois você acaba comendo mais quantidade e em um ritmo mais acelerado.

                     ESTILO DE VIDA

           Comer continua sendo um grande prazer na vida, mas ninguém precisa passar fome para ficar bem e ter saúde. Conserve suas preferências alimentares e saiba aproveitá-las nos momentos especiais. Imagine se a gente vai deixar de comer pato no tucupi e maniçoba na época do Círio? Mas isso não precisa acontecer semanalmente para que você possa comer sem culpa. Ter bom senso, aprender a se alimentar de forma equilibrada é de fundamental importância pra quem quer ter qualidade de vida. Vale a pena lembrar que através da alimentação nós podemos prevenir o surgimento de algumas doenças e ajudar a combater sua evolução.

Pra combater o excesso de peso, além de ter uma alimentação saudável é essencial que você pratique exercício físico. Escolha a atividade física que mais lhe agradar. As opções são imensas: caminhe, corra, dance, malhe, ande de bike, pratique artes marciais (eu adoro minhas aulas de Taekwondo), faça musculação, pilates (minha filhoca Cacau garante que vai mudar sua vida!), ioga, pratique um esporte ou qualquer outra atividade em que você se movimente e produza endorfina – uma substância natural fabricada pelo cérebro, durante e depois de uma atividade física, que provoca relaxamento e sensação de bem estar e prazer, o que ajuda a combater o estresse, a ansiedade e as tensões do cotidiano. O que você está esperando, mexa-se!

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.