“Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa”

                               Até algum tempo atrás acreditava-se que para ter saúde bastava não estar doente. Hoje, sabemos que saúde é muito mais do que isso, “é um estado completo de bem-estar físico, mental, social e espiritual” (esta é a definição usada pela Organização Mundial de Saúde- OMS). A saúde incluiu o modo com que se vive e a maneira com se lida com as circunstâncias do dia-a-dia. Para se ter saúde, de fato, é preciso se empenhar em buscar o equilíbrio físico e mental.

Além de cuidar do corpo, adotando hábitos saudáveis como procurar ter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos regularmente e garantir boas horas de sono, também é fundamental ter atitudes positivas diante da vida: ter fé, ser otimista, ter bom humor, respeitar seus próprios valores e limites e ter uma rede social de apoio e que permita à pessoa vincular-se amorosamente a parentes e amigos. Isso tudo não garante a saúde de ninguém, pois existem os fatores genéticos e as contaminações ambientais que fogem ao nosso controle, mas com certeza, ajudam na prevenção e recuperação de algumas doenças.

Viva amorosamente

                               Nossa saúde depende da nossa maneira de encarar a vida e da nossa capacidade de elaborar conflitos e superar dificuldades. Procure viver amorosamente, pois essa é uma postura que facilita o bem-estar e o equilíbrio interior. Proteja-se! É preciso se conhecer para perceber claramente os limites do seu corpo e quais valores e crenças precisam ser preservados para lhe proporcionar saúde e felicidade.

Tanto a saúde como a doença são manifestações que resultam de um jogo complexo de forças. Às vezes a gente adoece, noutras a gente se deixa adoecer por não conseguir lidar com os dilemas emocionais enfrentados por cada um de nós no cotidiano. A forma como lidamos com a doença pode interferir, e muito, na forma como nosso corpo vive os sintomas. Fique sempre atento(a) aos sinais que o seu corpo lhe manda. Ele revela, denuncia, lateja, dói mas também vibra, se excita e surpreende.

De bem com a vida

                               Para ficar de bem com a vida é preciso ter saúde. Faça um acordo de coexistência pacífica com as pessoas e o mundo a sua volta. Procure vivenciar sentimentos que amplie seus horizontes como a alegria, o prazer, a satisfação… e saiba que isso o tornará mais interessante para as outras pessoas, o que aumenta as possibilidades de você ser amado e fazer amigos. É muito difícil e desgastante a convivência com quem só se lastima da vida, se estressa por tudo e se queixa o tempo todo de mazelas e doenças. O bom humor é contagiante.As pessoas bem humoradas costumam fazer a diferença num ambiente, por isso são sempre lembradas e convidadas para participar das coisas.

Sorria! A alegria fortalece o corpo e a mente. Fidelize suas amizades e faça novos amigos. Nos momentos difíceis é tão bom ter alguém com quem partilhar pensamentos e sentimentos dolorosos, receber um afago e uma mão amiga ajudam aliviar a dor; além do que, é com os amigos que você vai celebrar a vida e festejar seus momentos importantes. Ame as pessoas que merecem ser amadas.

Ter saúde é essencial para se viver, portanto fique atento ao que lhe diz o seu coração; ao que lhe pondera sua mente, ao que lhe sugere a sua intuição, ao que lhe informa o seu corpo e ao que sente a sua alma. Invista na sua saúde, isso é o que interessa, o resto não tem pressa. Tudo o mais pode esperar. Cuide-se e faça a sua vida valer à pena!

 

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.