QUERER NÃO É PODER.

Não sei a origem do ditado popular “QUERE É PODER”, imagino que a intenção dessa frase pode até ter sido boa e ter um cunho motivacional, funcionando como um incentivo para que as pessoas se dediquem e procurem alcançar seus objetivos, porém é preciso que tenhamos consciência de que essa máxima além de não representar a realidade, também pode gerar muita frustração para quem acreditou ser verdadeira essa fala e não conseguiu atingir uma determinada meta.

Para que algo aconteça de forma produtiva na vida da gente, o “querer” precisa vir antes do ”poder”, pois o nosso desejo costuma nos impulsionar a caminhar na vida, mas a nossa capacidade de realização não é ilimitada e sendo assim, nem sempre é possível realizarmos nossos desejos. As variáveis e as circunstâncias da vida, nossos conhecimentos, nossas habilidades e nossas atitudes é que vão determinar a intensidade e a forma do nosso “poder” e nos mostrar até onde podemos chegar.

 Eu gosto muito de ler biografias, pois elas sempre me lembram do quanto as pessoas tiveram que ralar para ter sucesso. Quando se observa um profissional brilhante, um artista ou alguém que se destaca em uma determinada área, você não tem noção do quanto de esforço, dedicação, sacrifício, foco e resiliência aquela pessoa teve que investir para poder chegar aonde chegou; de quantas coisas ela teve que abrir mão para se dedicar àquele ofício; de quantos fantasmas internos precisou confrontar… O certo é que o sucesso pode até chegar de forma rápida para alguns, mas para se manter em destaque é preciso muito mais do que talento, é preciso disciplina e investimento.

Se você deseja crescer profissionalmente invista em você. Organize-se internamente e prepare o seu ambiente para que possa ter foco para estudar e se aperfeiçoar (ordem na casa, ordem na vida) e busque se conhecer melhor para poder entender suas facilidades e suas dificuldades, sempre tendo como meta ser a melhor versão de você mesmo. Além disso, suas expectativas precisam estar ajustadas a sua realidade objetiva, caminhe num ritmo que você não se atropele e nem atropele outras pessoas – é preciso se ter ética, sempre!

Não é muito fácil viver bem, além disso, dá muito trabalho, mas vale a pena. As exigências do mundo são tantas e as desigualdades sociais maiores ainda, o que limita e restringe as possibilidades para muitos; o foco no conhecimento é o que pode facilitar nossa sobrevivência e nos ajudar a enfrentar o medo de viver uma velhice de privações. Não existem fórmulas para se ter sucesso, mas com certeza, para alcançá-lo é preciso muita disciplina e muito senso de realidade.

 Na vida a gente precisa ter energia e estímulo para sonhar e eu sou a favor de estímulos mais verdadeiros e menos fantasiosos para se conseguir realizar desejos.  O poeta lusitano Fernando Pessoa nos fala lindamente sobre isso: “Querer não é poder. Quem pode, quis antes de poder só depois de poder. Quem quer nunca há-de poder, porque se perde em querer”. É isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.