O estresse nosso de cada dia…

O nosso cotidiano está repleto de coisas que nos irritam, ameaçam e excitam. Viver numa cidade grande significa ter que lidar com trânsito infernal, barulhos, assaltos, doenças, pressões no trabalho, desafios, excesso de atividade, problemas de relacionamentos…Além disso, os avanços tecnológicos (computador, internet, celular…) acrescentaram uma dose extra de estresse na vida de todos nós.

Todos somos estressados.  O estresse não é uma doença – é uma reação instintiva a um perigo real ou imaginário ou a uma situação de desafio. São reações bioquímicas que preparam o corpo humano para lutar ou fugir. Portanto, é uma reação normal do organismo

Nós ficamos mais vulneráveis ao estresse quando, não conseguimos dominar uma determinada situação e nos sentimos insatisfeitos conosco e com a vida. Vivemos numa sociedade em que todo mundo quer voar nas asas do sucesso e isso implica aprender  lidar com nosso estresse.

Use o estresse a seu favor 

Ter responsabilidade com resultados, com aumento de produtividades, lidar com a competição entre colegas e com chefes difíceis  não é nada fácil.

O estresse não nos atinge de forma igual. Além das características individuais, que nos fazem agir diferente, algumas profissões são campeãs de estresse: policiais e seguranças, motoristas de ônibus urbanos, executivos, trabalhadores da área de saúde (ufa!) e da área de atendimentos ao público, bancários e jornalistas (te cuida Rejane Barros!). Mas ninguém escapa deste mal moderno.

O aumento gradativo da adrenalina em nosso corpo melhora o nosso desempenho físico e intelectual: nosso raciocínio fica mais rápido, ficamos mais atentos e eficientes e isso nos ajuda a superar os desafios.

Quando o estresse é percebido como um desafio, funciona como estímulo, mas, se desencadeia emoções negativas e permanece por um longo tempo, nos faz adoecer. Mas, como saber qual o nosso limiar para o estresse? O limite é estabelecido individualmente, pelo modo como lidamos com as situações. Precisamos ficar atentos às nossas reações. Enquanto o estresse gerar entusiasmo e motivação,  estará sendo benéfico, mas quando provocar desânimo, cansaço, dores corporais e muita irritação passará a ser problema. Aprender a controlá-lo e usá-lo de forma saudável e criativa  deve ser nossa meta.

A vida é urgente !

Cada pessoa deve procurar seu próprio mecanismo de compensação do estresse. O caminho é o de sempre buscar intercalar períodos de estresse com atividades relaxantes. Há pessoas que relaxam lendo, outras ouvindo música, cuidando de plantas, tomando banho de igarapé, dançando, fazendo amor (isso é muito bom), enfim, fazendo algo que lhes dêem prazer.

Algumas medidas anti-estresse são simples e costumam ser eficazes, que tal colocá-las em pratica?  Ter uma alimentação saudável, uma boa noite de sono e fazer exercícios físicos regulares; aprender técnicas de relaxamento, tipo ioga ou meditação; valorizar mais os eventos positivos do que os negativos; e  intensificar os seus contatos sociais com amigos, família e parceiro afetivo (desde que sejam confiáveis e bem humorados ! ).

A vida é urgente e como diz José Saramago “Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo”.

 

 

 

 

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.