O CHORO É A EMOÇÃO EM GOTAS

O choro, com certeza, é uma das mais sinceras formas de demonstrar e viver as emoções. Nossa entrada no mundo se dá chorando, como um registro emotivo de celebração à vida. As crianças aprendem, desde muito cedo, que as lágrimas são uma forma de sinalizar alguma necessidade (fome, sede, atenção…) garantindo, na maioria das vezes, o cuidado de que precisam. Para elas, o choro é uma forma de comunicação com o mundo.

Os motivos que nos levam ao choro dependem das diversas circunstâncias da vida: alegria; tristeza; dor; raiva; saudade pelos que se foram ou estão distantes; desilusões da vida; gratidão; ingratidão; sonhos perdidos; felicidade; medo; vergonha; ou por estar vivendo um grande amor… Choramos para não “explodir”, para deixar sair a emoção que pede passagem pra aliviar o aperto no peito.

UM HOMEM TAMBÉM CHORA

Os homens estão aprendendo a chorar (continuam chorando menos que as mulheres, mas o fazem mais do que antes) e a expressar mais emoções e sentimentos. Nós mulheres, temos o consentimento social para sermos pura emoção enquanto que os homens foram criados ouvindo, desde a infância, que “menino não chora” e também “não leva desaforo para casa”.Talvez, este seja o motivo mais forte para que eles procurem negar ou reprimir suas emoções e sentimentos. Além disso, eles se sentem muito cobrados por nós, mulheres, a terem sempre que desempenhar um papel de fortes e provedores, por isso associam o choro à fragilidade. O choro deles, quando ocorre, ainda é contido, envergonhado e ocorre em circunstâncias muito especiais (morte de um ente querido, casamento de uma filha, nascimento de um neto… quando seu time perde).Ser macho de verdade é ter coragem de assumir suas emoções; é saber admitir que está sofrendo e pedir colo; é aprender a deixar fluir seus sentimentos; é demonstrar sensibilidade diante das circunstâncias da vida.

CALMANTE DA ALMA 

Todos nós temos uma vida interior, onde convivem pensamentos, sentimentos e emoções que precisam ser expressadas, pois, quando muito contidas, podem ser somatizadas e transformadas em doenças, como hipertensão, gastrite, infarto, dentre outras. Chorar, portanto, libera tensão, tristeza e faz bem à saúde. Chorar é uma forma de sinalizar pra você mesmo e para os outros o quanto os acontecimentos da vida estão sendo ou foram marcantes, sejam eles bons ou ruins. As lágrimas de emoções são uma exclusividade da espécie humana e costumam revelar o que a linguagem verbal não alcançou.

Algumas pessoas (como eu) têm o choro fácil, se emocionam ao assistir a um filme, ler um livro, ouvir uma música, receber um gesto de gratidão, um reconhecimento inesperado… Ou uma declaração sincera de amor. Emoção é pra ser vivida e não contida. Ser verdadeiro é demonstrar claramente o quanto o comportamento dos outros e as ocorrências do dia-a-dia lhe mobilizam, provocando reações emocionais. Chorar também é uma forma de defesa diante da vida. Assim como os momentos de tristeza e alegria se alternam em nossas vivas, o riso e o choro pontuam a expressão de nossas emoções. E como diz sabiamente Chico Buarque “Quem lhe disse que eu era riso sempre e nunca pranto? Como se fosse a primavera, não sou tanto”.

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.