NAMORO.COM

Não há dúvida  de que a Internet veio para facilitar a vida de todos nós, nesse mundo cada vez mais urgente. Através dela você pode realizar transações bancárias e comerciais, pesquisar, conhecer pessoas, diminuir a solidão… e namorar. Estima-se que 10% das pessoas “disponíveis”, no Brasil, procuram parceiro na rede de computadores. Parece fácil, é só entrar num site de relacionamento, escolher um nickname interessante (as pessoas não tem nome) e procurar pessoas com o perfil desejado.

Apesar do preconceito, a Internet é um excelente lugar para conhecer pessoas, mas também é um dos lugares onde mais se mente – todo mundo é interessante, inteligente, sexy (é que nem apartamento para alugar, todos em excelente estado). Os homens mentem mais sobre sua condição financeira e status social; as mulheres sobre a aparência. Se você pode mentir e fingir, o outro também, é claro! Nos tempos em que a carência afetiva anda solta, o namoro na Internet é uma realidade que mobiliza jovens (para eles tem mais um caráter lúdico e exploratório) e adultos, mas tenha cuidado e calma: não dá para virar íntimo de um desconhecido em poucos dias e saiba que a maioria dos amores virtuais acabam não virando reais. 

INTIMIDADE VIRTUAL

O namoro virtual pode ser interessante e útil para pessoas tímidas e retraídas, pois ao se sentirem protegidas pelo anonimato do computador, ficam mais ousadas e mais livres para liberar sentimentos socialmente reprimidos e podem “treinar” a arte da paquera para “jogar” na vida real. De um modo geral, as mulheres procuram um namorado e os homens estão mais interessados em sexo, nos sites de relacionamento, talvez por isso, apenas 2% das pessoas que se conheceram on-line terminaram casando.

Assim como na vida real, nos namoros virtuais também rola ciúme e brigas e se busca a ilusão de uma pessoa perfeita. A ansiedade facilita a rapidez com que se estabelece uma relação virtual e faz com que você queime etapas tão necessárias no processo de enamoramento e no estabelecimento de uma saúde afetiva. Essa história do “nunca te vi, sempre te amei” só funciona nos filmes, pois o amor é feito também de concretude e precisa ter cor, cheiro e sabor.

AO VIVO E A CORES É MUITO MELHOR!

É claro que você pode conhecer pessoas legais na Internet, mas também você pode cruzar com mentirosos compulsivos, com pessoas maduras tentando seduzir jovens, trambiqueiros… e as pessoas carentes são as vítimas mais fáceis. É verdade que isso também existe na vida real, mas mesmo que as pessoas utilizem Webcam ou microfone, fica muito difícil perceber o outro – expressões faciais, movimentos corporais, tom de voz, olhar… tudo isso serve de parâmetro para você validar ou não um discurso. Aprenda a se proteger e tenha cuidado: não informe o telefone, endereço da sua casa para quem você não conhece, dê apenas o número do celular; não comente sobre a rotina da sua casa; se for se encontrar, marque o encontro em local público, de muito movimento e combine, com algum amigo, para que lhe ligue para saber se está tudo bem; não vá a casa de ninguém; tenha cuidado com o conteúdo das conversas e fique atento para ver se o outro não fica se contradizendo… No mundo virtual, se você não está gostando da performance do outro é só apertar uma tecla para deletá-lo, mas na vida real não é tão fácil assim. Além do que, nada substitui o namoro real, a presença do outro, a troca de olhares, abraços, beijos, cafuné, aconchego, cumplicidade, respeito… com certeza, você vai concordar comigo, ao vivo e a cores é muito melhor.

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.