Juventude retocada

 O Brasil é o país campeão no mundo na realização de cirurgias plásticas. Adulto fazer esse tipo de procedimento é normal, mas o surpreendente é o crescimento, a cada dia, do número de meninas, com menos de 15 anos de idade, que já realizaram alguma cirurgia plástica; inclusive, algumas estão trocando a tão sonhada festa de 15 anos ou a viagem para o exterior por uma lipoaspiração, uma turbinada nos seios, uma modificada no nariz… Nada é mais importante do que se aproximar do padrão de beleza criado pela mídia!

A adolescência é um período marcado por muitas mudanças físicas e emocionais, sendo natural nessa fase que eles não consigam conviver bem com seu corpo, principalmente as meninas que vêem nos pequenos defeitos um problema imenso: sentem-se feias e o corpo passa a ser fonte de frustração por não ser “perfeito”. Afinal de contas, elas vivem em um mundo onde a cultura é a de que é preciso estar sempre bonita para evitar rejeição social e ter sucesso.

A febre da plástica teen

Sem dúvida, é muito bom e saudável se cuidar, fazer exercícios físicos, ficar de bem com a balança e com o espelho, o que não é legal é a busca desenfreada pela perfeição. Nem os meninos escapam dessa cobrança, eles também passaram a se preocupar muito com a aparência e a investir em dietas, tratamentos estéticos e em cirurgias plásticas, só que em uma escala bem menor do que as meninas. É claro que há casos em que a cirurgia plástica, mesmo em idade precoce é indicada; o que preocupa é que esse procedimento virou produto de consumo e tornou-se uma alternativa para resolver insatisfações internas, o que não ocorre na prática.

 

Os adolescentes de hoje são consumistas, muito vaidosos e vivem um narcisismo exacerbado, coisas que  eles aprenderam no mundo dos adultos, que vivem o culto ao corpo e se empenham (às vezes de forma exagerada) em parecer sempre jovens e bonitos. Algumas mães, inclusive, não só incentivam como também investem num corpo perfeito para as filhas, o que fortalece a crença de que um dos maiores prazeres da mulher é ficar em paz com o espelho.

O imediatismo dos jovens

Os pais costumam reclamar que os filhos são imediatistas e não sabem esperar para que as coisas aconteçam. Na verdade, os jovens são reflexos da sociedade em que vivem e se eles não sabem conviver com esperas, provavelmente, foram acostumados a ter seus desejos atendidos de pronto e não precisam investir tempo e energia para conseguir algo. Bom, sempre é tempo para se aprender as coisas na vida, principalmente que o mundo não gira em torno de nós e que existe uma hora apropriada pra tudo.

O certo é que a cirurgia plástica realizada em idade precoce preocupa e, segundo a opinião de vários cirurgiões, o melhor é esperar a adolescente completar pelo menos 17 anos para fazer uma cirurgia plástica, pois nessa idade o desenvolvimento já estará mais completo, estará mais madura e conseguirá perceber o que quer com mais segurança. Quando alguém, não importa a idade, se preocupa tanto com a aparência é sinal de que não é seguro de si, não sabe lidar com as frustrações e a valoriza tanto a beleza porque não aprendeu que o mais importante na vida é ter caráter e desenvolver valores como respeito, ética e solidariedade com os outros.

Se você não está nada satisfeito com algum detalhe do seu corpo e não consegue corrigi-lo com um procedimento menos invasivo (caso haja), tenha um pouco de paciência e espere ter mais maturidade e segurança para decidir realizar ou não a cirurgia plástica, que, sem dúvida, é um recurso absurdamente válido para ajudá-lo a ficar em paz com o seu corpo, mas, é importante lembrar que cabe ao seu médico decidir sobre a indicação e o momento mais adequado para você se submeter a uma plástica. Certo?

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.