HAJA MEMÓRIA!

Onde deixei meus óculos? Cadê a chave do carro? Qual a minha senha do banco? Como é o nome daquele rapaz que encontramos no restaurante?… É tanto nome, número e senha pra gente gravar que nosso chip interno (a memória) de vez em quando dá um “bug” e trava. Todos nós já passamos por uma situação em que ocorreu um lapso de memória, deu “um branco” e não conseguimos lembrar da informação necessária. Isso ocorre porque, muitas vezes, nossa memória é afetada pela ansiedade, estresse, abuso do álcool, distúrbio do sono…

As memórias nascem de conexões entre os neurônios (sinapses). O nosso cérebro (órgão responsável pelo armazenamento das lembranças) diariamente recebe uma sobrecarga de informações e, como não consegue armazenar todas, passa a selecionar o que consideramos prioritários. Os momentos em que mobilizamos muita emoção são mais facilmente lembrados do que os com menor carga emocional, por isso lembramos mais facilmente das coisas muito boas ou muito ruins.

ATLETAS DA MENTE

Existe um Campeonato Mundial Anual de Memória onde os competidores, em 15 minutos, memorizam um poema de 50 linhas, decoram o nome de cem pessoas de diversas nacionalidades, após manusear suas fotos… Para quem não consegue lembrar da data do aniversário do amigo ou da senha da internet, isso parece coisa pra superdotados. Mas não é não! Para conseguir isso é necessário apenas técnica e muita dedicação.

Qualquer informação é mais fácil de ser memorizada quando associada a lembranças, experiências, cenas e lugares. O segredo é fazer associação de idéias, construir histórias com imagens inusitadas (quanto mais estranho e ridículo mais gravamos). Minhas filhas aprenderam na escola (e lembram até hoje) o nome/ordem dos planetas com a  seguinte historinha: Minha (Mercúrio) velha, (Vênus) traga (Terra) meu (Marte) jantar (Júpiter): sopa (Saturno), uva (Urano), nozes (Netuno) e pão (Plutão) (esse jantar vai ficar sem pão pois Plutão não é mais considerado planeta).

GINÁSTICA PARA OS NEURÔNIOS

Atividades simples estimulam o funcionamento dos neurônios. Exercite seu cérebro e melhore sua memória. Poupe seu cérebro: deixe seus objetos pessoais sempre no mesmo lugar; organize uma lista com seus afazeres diários; priorize informações e selecione o que é mais importante; não fique tanto tempo vendo TV; procure dormir bem (registro de memória são consolidados no sono); anote coisas para “desocupar sua mente”…

Estimule o funcionamento dos neurônios: leia, resolva problemas, jogue (dama, xadrez, jogo da memória…); faça palavras cruzadas; pratique exercícios físicos (aumenta a oxigenação do cérebro); aprenda coisas novas; relaxe e converse sobre assuntos diferentes; faça compras no supermercado e só no final confira na lista se você colocou tudo no carrinho. Use e abuse da associação de idéias e crie mapas visuais: para gravar o nome das pessoas associe o nome a uma palavra ou mesmo o nome de outras pessoas, artistas (todo Vinícius será sempre lembrado como poeta); se você estiver estudando um texto, visualize a cena, crie um enredo, faça um esquema usando canetinhas coloridas; desenhe algo relacionado com o que está sendo estudado; procure aprender letras de músicas…

As lembranças são uma faculdade da memória e como diz o Garcia Marques “A vida de uma pessoa não é o que lhe aconteceu, mas o que recorda e como recorda”. Que seus olhos percorram atentos e felizes a vida, descobrindo o prazer e a felicidade e garantindo boas lembranças no futuro.

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.