DIGA-ME DO QUE GOSTA E SABEREI QUEM ÉS!

 

Quando você conhece uma pessoa que por qualquer motivo desperte o seu interesse, especialmente se for alguém catalogado como namorável, é natural que você procure saber coisas a respeito dela como: o que ela faz na vida? Quem são seus amigos? Quais os lugares que ela frequenta? Qual o seu currículo amoroso?  E se isso estivesse acontecendo há algum tempo, você precisaria fazer vários telefonemas e perguntas para terceiros para saber essas informações; hoje, com apenas alguns cliques, você consegue saber muito sobre alguém pesquisando suas postagens nas redes sociais – e, se a pessoa não for usuária e nem presença constante nas redes sociais, de qualquer forma, isso já demonstra várias coisas a respeito dela.

O certo é que, a forma como cada um de nós transita pelas redes sociais costuma ser muito revelador. Mas é sempre bom lembrar que na rede exercitamos o auto marketing, fazemos uma escolha prévia sobre o que queremos dizer ou revelar e, é obvio, procuramos mostrar o melhor de nós – as fotos divulgadas são as que estamos muito bem, as causas que defendemos são as que consideramos justas e só relatamos os nossos sucessos, afinal de contas, as redes sociais servem para atender uma necessidade nossa de reconhecimento e prestígio, embora algumas pessoas num momento de raiva ou descontrole acabem se expondo demais e falando o que não devem, inclusive brigando com os outros.

Mas, o que acontece fora do mundo virtual, na vida real, costuma revelar com mais veracidade o que as pessoas são. Assim, gostos, preferências e acima de tudo atitudes (principalmente a forma como elas tratam os outros, em especial as pessoas que não lhes possam conceder vantagens) demonstram muito mais do que padrões estéticos e culturais, apontam traços psicológicos que se manifestam através da vivência de interesses, preferências, desejos e disposições, afinal de contas, nós nos definimos através das escolhas que fazemos na vida.

Imagine, por exemplo, o quanto as casas das pessoas revelam sobre elas! Mesmo sem c

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.