AS EMOÇÕES ATUAM NO CORPO E O CORPO NAS EMOÇÕES

A ciência já se rendeu ao fato de que as doenças são desencadeadas tanto por fatores biológicos, quanto psicossociais. As evidências são diversas, desde exames que constatam alterações cerebrais diante de sensações e emoções e até melhora de pacientes, diante de substâncias inócuas (efeito placebo). Diversos estudos associam otimismo, bom humor e fé em uma melhor resposta do sistema imunológico a diversas doenças… Não há mais dúvida de que o impacto das emoções e do psiquismo sobre a saúde orgânica é muito grande (além de fatores genéticos e estilo de vida) e interfere no desenvolvimento e tratamento das doenças.

Cada um de nós reage de forma própria e diferenciada às circunstâncias da vida. Assim, pessoas diferentes podem passar pelo mesmo trauma (separações violentas, morte de um filho, perdas financeiras) e nem todas apresentarão problemas psicológicos e de saúde em decorrência desses fatos. Mesmo existindo uma predisposição genética, a doença se manifestará mais facilmente nas pessoas com mais instabilidade emocional.

EQUILÍBRIO INTERNO

Várias doenças podem ser desencadeadas por problemas psicológicos como alergias, infertilidade, infarto, asma, gastrite, hipertensão, anorexia, enxaqueca… Cerca de 50% das doenças, de alguma forma, estão relacionadas às disfunções psicológicas. Muitas vezes, os estímulos emocionais, junto com as pressões do dia-a-dia, são responsáveis por vários problemas de saúde. As dificuldades, sempre existirão, o que muda é o nosso modo de lidar com elas! Devemos procurar desenvolver potencialidades internas que possam nos ajudar a melhorar nossa condição de saúde, procurando viver amorosamente. Você sabia que trocar carinhos, receber dengos e elogios acalma e ameniza a dor? Por isso, na hora de tomar injeção, faz muita diferença ter alguém segurando firme e carinhosamente em nossa mão. Ter saúde é importante para ter prazer e ser feliz. Buscar ajuda psicoterápica e médica é fundamental para se entender a história do sofrimento e da dor e valorizar a grande magia que é viver!

CORAÇÃO TRANQUILO

Todos nós temos que nos empenhar na busca do equilíbrio físico e mental. Ter atitudes positivas, fé, ser otimista, cultivar hábitos saudáveis e ter bom humor não são garantia de saúde, mas, com certeza, ajudam na recuperação e prevenção de algumas doenças, assim como pensamentos e sentimentos negativos (rancor, mágoa, angústia) contribuem para o surgimento das doenças e dificultam o processo de cura. Acreditar que não tem mais jeito, então, pode ser fatal! Ter fé é muito importante na cura das doenças e na manutenção do bem-estar, pois a espiritualidade torna a pessoas mais otimistas e esperançosas – não importa qual a sua crença, basta você crer na existência de um Ser Superior.

Cuidar-se não significa abrir mão dos prazeres da vida, na ânsia de se viver mais – hoje, quase tudo provoca câncer ou infarto. Virou terrorismo, que horror! – De vez em quando, tomar um bom vinho, comer um churrasco, se deliciar com um bolo de chocolate…, desde que não haja uma restrição médica específica, fazem é muito bem a saúde e ajudam a ser mais feliz.

Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, “saúde é um estado completo de bem-estar, físico e mental, social e espiritual”. Com essa ampliação do conceito de saúde, várias práticas como a ioga, meditação e relaxamento têm sido utilizadas como uma ajuda para se aprender a controlar as emoções. “Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo”.

 

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.