AS CRIANÇAS E O MUNDO TECNOLÓGICO

 

É impressionante como crianças de dois ou três anos, às vezes até menos, pegam os celulares e os tablets de seus pais e, com muita precisão e desenvoltura conseguem acessar filminhos e jogos, para deleite e encantamento dos pais que costumam ver nisso uma habilidade precoce de seus filhotes, o que de fato o é. Mais ainda, em alguns momentos bem específicos na rotina diária das crianças, como na hora das refeições ou nos deslocamentos no carro, imediatamente, os pais disponibilizam esses recursos tecnológicos para garantir que elas comam bem ou se comportem de maneira adequada.

E, muitas vezes, quando os pais saem para trabalhar, a orientação que é repassada para as adultas cuidadoras é a de que elas liguem a televisão num canal infantil, coloquem no dvd os filmes que a criança deseje assistir (e que provavelmente ela já assistiu dezenas de vezes) ou que deixem ficar brincando com o tablet, pois assim ela se diverte sem correr o risco de correr, cair e se machucar. Quem nunca usou essas estratégias para conseguir acalmar ou alimentar uma criança nos dias de hoje? Tenho certeza que muitas pessoas confirmarão que fazem isso e, devem estar até se perguntando se há algo errado em proceder assim?

E ISSO ESTÁ ERRADO?

Então, o certo ou errado vai depender da frequência com que as coisas ocorrem. Por exemplo, se uma criança só consegue comer se estiver assistindo a um filminho ou mexendo num tablet é claro que está errado! Primeiro que o horário da alimentação deveria ser um momento de tranquilidade e interação, onde o adulto conversasse com a criança sobre o comer, a importância dos alimentos para ela ficar forte, esperta e inteligente ou qualquer outro assunto que despertasse o interesse do menor ou ainda, que aproveitasse para contar histórias, tornando o ato de comer um momento especial e não algo mecânico em que  ela olha para uma tela e abre a boca.

Quanto ao fato de colocar a criança na cadeirinha do carro e automaticamente buscar ajuda do dvd, celular ou tablete para manter sua cria quietinha, certamente ao fazer isso perderão uma chance preciosa de estimulá-la conversando com ela sobre as coisas da rua, mostrando as árvores, os animais, as pessoas, nomeando os transportes, os prédios, as praças, falando do sol, da chuva, da creche, da escola, dos amiguinhos, da casa da avó e das rotinas do dia. As crianças sentem-se mais seguras e protegidas ao saberem o que vai acontecer durante o seu dia e, as que ainda não tiverem essa compreensão, no mínimo vão se sentir mais atendidas em suas necessidades de afeto e aconchego.

BRINCAR É PRECISO

É claro que assistir ao filme é ótimo, desenvolver habilidades tecnológicas também, mas não podemos esquecer que o brincar é fundamental. Além do prazer imenso que a brincadeira proporciona, também permite  às crianças explorarem  o mundo sem medos e reservas;  exercitarem a criatividade ao desempenhar os mais variados papéis;  viverem o faz de conta que as permitam passar da fantasia à realidade;  aprenderem a lidar com imprevistos e novidades e, principalmente,  as estimularem a socializar, a dividir e a construir cenários em que é aceito errar e até brigar pelo que querem.

Por conta das circunstâncias da vida moderna, cada vez mais as crianças estão brincando sozinhas e com isso perdem a possibilidade de interação em grupo, uma dinâmica que favorece o estabelecimento de limites e um melhor conhecimento de si e dos outros, o que no futuro vai ajudá-las bastante a terem equilíbrio em suas relações interpessoais.

O ideal é que você consiga garantir que os seus filhos tenham um contato lúdico com outras crianças, que eles possam participar de atividades que envolvam muito movimento, pois isso os ajudarão a descarregar energia e que o adulto também se faça presente nas brincadeiras como uma referência de afeto e cuidados, inclusive disponibilizando os recursos tecnológicos disponíveis na família para que a criança possa ficar desde cedo antenada à modernidade. É isso!

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.