A VIDA É MUITO CURTA PARA SER PEQUENA

Todos os dias a gente acorda, às vezes até já dorme, pensando em tudo que precisa fazer durante o dia e, convenhamos, se essa agenda for pontuada por coisas muito desagradáveis e complicadas, dá até vontade de nem sair debaixo dos lençóis e até mesmo de ter um gesto repetido várias vezes na infância, quando a gente queria fugir de algo que nos parecia ruim – de se cobrir todo, até a cabeça, torcendo pra que ninguém nos achasse e nos chamasse de volta à realidade. A situação fica mais difícil ainda quando você percebe que a sua vida está se tornando um fardo difícil de carregar e você olha para frente e não vê possibilidade de viver o prazer e a alegria.

Há momentos na vida da gente em que tudo parece muito difícil, mas mesmo que tenhamos a clareza de perceber todas as circunstâncias desfavoráveis da situação e o quanto está sendo doloroso lidar com o que esteja acontecendo, mesmo assim, ainda nos resta à alternativa de escolher a forma como vamos lidar com esse sofrimento. Armar um altar para a tristeza e se entregar à dor será sempre a pior das alternativas possíveis, pois permite que a desesperança se instale na nossa vida.

A FÉ GARANTE A ESPERANÇA

Lidar com situações ou com realidades que provoquem muita dor, sofrimento, mágoa, desencanto, decepções profundas, não é nada fácil: dói na alma e roubam a nossa paz. Mas é preciso acreditar que essa dor toda um dia vai passar e o tempo que vai levar pra superar ou acomodar de uma forma suportável qualquer mazela vai depender sempre da forma com que a gente lida com o sofrimento. É preciso ter fé, pois é ela que gira a roda da esperança de voltar a ter a alma aberta e o coração cantando.

Reconhecer a dor e o sofrimento é fundamental para que haja superação. Tentar mentir para você mesma fazendo de conta que nada está acontecendo quando de fato está acontecendo ou negar que você não está sentindo o que está sentindo é a pior das escolhas e impede qualquer possibilidade de resgate do equilíbrio, da paz e da tranquilidade. Não fique presa ao sofrimento e ao medo, eles paralisam e impedem de caminhar; é preciso se movimentar para que as mudanças aconteçam e você volte a sorrir novamente.

RAZÃO PARA VIVER

Quem tem razão para viver tem motivos de sobra para sonhar, se levantar da cama todos os dias e energia para buscar transformar desejos em realidade. Além dos filhos, amores, família, amigos, a profissão… nós precisamos nos colocar encabeçando os motivos para produzir amor, bem estar e felicidade. O amor liberta e transforma e a condição para amar é amar-se. Quem se ama não se deixa maltratar, humilhar, desvalorizar e desqualificar pelo outro e fica disponível para trocar afetos e dar e receber amor. Não se conforme com pouco e nem aceite migalhas. Na vida a gente tem o que julga merecer!

Há dores e dores, saiba distingui-las! Sempre que você estiver sofrendo busque ajuda e quando você perceber que o colo e aconchego das pessoas queridas não estão sendo suficientes para lhe fazer sair do sofrimento, procure ajuda especializada. Não pratique a autopiedade e nem se faça de vítima. Não fique parado, se movimente! Faça exercício físico, medite, se alimente, procure a companhia de pessoas que agreguem coisas boas à sua vida, não fique o tempo todo falando no seu sofrimento, chore sempre que tiver vontade e tenha muita fé que esse espaço em movimento que é a vida se modifica de acordo com as nossas atitudes. Faça a sua parte!

Quanto a mim, pegando carona nos dizeres do Caio Fernando Abreu, todos os dias “Oro a Deus não pedindo cargas mais leves e sim ombros mais fortes. E tenho repetido que, no que depender de mim, me recuso a ser infeliz”.

 

 

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.