A VIDA É A ARTE DE FAZER ESCOLHAS

 

“A vida é a arte das escolhas, dos sonhos, dos desafios e da ação”. Nossas escolhas estão sempre ligadas a nossos desejos (conscientes ou não) e são feitas baseadas em nossas crenças, valores e interesses. Escolhemos o tempo inteiro, desde que acordamos: que roupa usar, o que tomar no café da manhã, o que fazer, pra onde ir, onde trabalhar, quem serão nossos amigos, quem amar… Poucas coisas na vida não são escolhidas por nós (família, sexo…), no geral, nós somos o que escolhemos ser.

Escolher é lidar com certezas e incertezas. Nós temos medo do que não conhecemos, do novo… escolher diante de incertezas nos deixa em dúvida e bate um medo imenso de errar. No momento de tomar uma decisão, aquela nos parece a alternativa melhor, mas não existe escolha perfeita, fazemos o que foi possível fazer no momento; afinal de contas, ninguém erra porque quer. Não há como apagar erros, mas sempre temos a chance de escolher novos caminhos, novas possibilidades e novos arranjos de vida. Quase sempre nós temos a opção de escolher (e isso é ótimo), mas o que determina nossa vida é a forma como lidamos com essas escolhas.

CRIE POSSIBILIDADES

Os caminhos da vida são pontuados por oportunidades e escolhas. Não há limites para o aprendizado humano, todas as coisas podem ser vistas ou expressas por ângulos diferentes (de lá pra cá / daqui pra lá). Mesmo tendo certeza de uma escolha, procure entender o que você nega ou rejeita na outra alternativa – é preciso estar disponível à percepção do diferente, a escutar melhor os argumentos de uma opinião contrária à nossa, isso gera crescimento e aprendizado e nos possibilita flexibilizar a vida. Conhecer-nos é entender o porquê de nossas escolhas.

Nem sempre o que desejamos e planejamos é o que de fato acontece; no meio do caminho existem variáveis que fogem ao nosso controle. Algumas vezes nos sentimos “engessados” diante de determinadas situações, por exemplo: você se relaciona com alguém que não a faz feliz, não a valoriza e lhe causa sofrimento e, mesmo tendo clareza disso, você permanece na relação, provavelmente, porque essa pessoa atende a outras necessidades suas, que são mais relevantes no momento. Nossas escolhas têm conseqüências na nossa vida e na de outras pessoas. Pense nisso e crie novas possibilidades. Permita-se experienciar o novo, mesmo que pra isso você precise ignorar as placas, pular as grades e enfrentar os cães

SOMOS O QUE ESCOLHEMOS SER

Nossa vida é resultado de nossas escolhas e não do mítico destino. Às vezes acertamos, às vezes erramos… Mas, em qualquer circunstância, não se esconda atrás de longas explicações para justificar seus erros; não responsabilize os outros por suas deficiências e nem culpe Deus, o destino, a vida… Nós somos responsáveis por tudo o que acontece na nossa vida, de bom e de ruim. Escolher não precisa causar medo e sofrimento – ter essa possibilidade nos dá o controle da nossa vida.

Vista-se de coragem, tome decisões e escolha o que é melhor pra você ouvindo seu coração. Corra riscos! Os ganhos na vida são proporcionais aos riscos que corremos e só quem corre riscos é livre. Nossas escolhas sempre definem o que somos e seremos, então: escolha ser amado, escolha ser ético, escolha ser solidário, escolha viver no tempo da delicadeza, escolha ser livre, escolha não ter compromisso com o erro, escolha mudar… escolha ser feliz. Ah! Obrigada por terem escolhido ler meu artigo neste momento. Beijão e bom Domingo a todos.

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.