A aposentadoria não é o fim, é um recomeço…

Antigamente, se aposentar era o sonho de muita gente, aliás era visto como uma premiação após tantos anos de dedicação ao trabalho. As pessoas, inclusive, recebiam uma medalha ou um diploma, o que lhes garantia o ócio e a inutilidade dali pra frente, com direito a pijama listrado, cadeira de balanço e a assistir todo dia o “vale  a pena ver de novo” das novelas. Hoje, com os avanços da medicina e as exigências da vida moderna, as pessoas são mais saudáveis e produtivas, sendo estes os principais motivos que tem retardado o momento da aposentadoria para muita gente.

Nós vivemos numa sociedade que valoriza o trabalho e o sucesso no mundo corporativo, por isso, quando as pessoas se aposentam, além das perdas financeiras, também costumam perder em reconhecimento social e visibilidade, pois o trabalho acaba determinando a nossa identidade social. Assim, se você está pensando em se aposentar e não estabeleceu um “Plano B” para quando isso acontecer, ainda corre o risco de ter sérios problemas de saúde, ao ter que lidar com tantas mudanças na sua vida pessoal e familiar.

A importância de se manter ativa 

O medo de se sentir improdutivo na vida pós-aposentadoria é muito grande, principalmente para as pessoas muito ativas, em especial para os homens que tem sua imagem atrelada à produção e à manutenção da família, sendo que as mulheres retornam às funções de dona de casa e preenchem mais facilmente o seu tempo com as atribuições domésticas. Continuar trabalhando ajuda as pessoas a se sentirem úteis e produtivas; é bom pro bolso e melhor ainda pra “cabeça”, pois manter o cérebro ativo é fundamental para se preservar as funções cognitivas.

Além do mais, com os maridos em casa livres da rotina de uma ocupação, as mulheres entram em pânico, pois eles passam a interferir nas rotinas domésticas, criticando e dando ordens, invadindo um espaço que antes não faziam  a mínima questão em dividir com as suas mulheres. Pense bem! Desde que você se sinta apto (a) e disponível para o trabalho, continuar ativo (a) só lhe trará benefícios. Agora, se você tiver algo muito mais interessante para fazer…

Mais vida pela frente

Com o aumento da expectativa de vida, também aumentou a idade de ingresso na aposentadoria, assim como também cresceu o número de pessoas que permanecem por mais tempo profissionalmente ativas, ou até mesmo,  retornando ao mercado de trabalho exercendo outras funções. Não espere a hora da aposentadoria chegar para você decidir o que vai fazer da sua vida. O ideal é que você se prepare para a pós-carreira, cultivando  outros interesses fora do ambiente de trabalho.

Ao se aposentarem, as pessoas precisam encontrar outras formas de visibilidade social e de se posicionarem no mundo. Afinal de contas, a vida não se resume em trabalho. Então, aproveite agora que você é dono (a) do seu tempo e construa novas alternativas para você: coloque em prática sonhos engavetados e faça algo que gostaria de ter feito; transforme um hobby em trabalho; pratique serviços voluntários; comece uma nova carreira; aprenda a tocar um instrumento; volte a estudar; faça dança de salão; ouça muita música, veja muitos filmes e tente realizar tudo o que gostaria de ter feito e a urgência da vida moderna não permitiu. Nós somos aquilo que fazemos dia após dia. Planeje a sua aposentadoria e escolha como vai ser seu recomeço, pois o fim de um ciclo é  sempre o começo de outro. Boas escolhas pra você!

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.