• PALAVRA DE MÃE TEM PODER!

     

    É verdade! Por isso, preste muita atenção no que sua mãe lhe diz. E não é porque mãe tem o poder de vaticínio ou muito menos porque elas sempre têm razão no que dizem (as mães costumam ser muito passionais, e isso às vezes atrapalha as suas avaliações), mas é que fala de mãe mexe muito com a gente e isso interfere em nossas ações. Assim, um discurso amoroso e um incentivo nos ajudam a tentar seguir em frente, enquanto que “um não vai dar certo” ou “você vai se dar mal” podem nos induzir ao erro.

    Em se tratando de relacionamentos amorosos, quantas vezes as pessoas permanecem em relações abusivas e frustrantes porque investiram tanto nessa relação, chegando a brigar com a sua família, especialmente com a mãe que era contra esse romance, para poderem viver esse amor. Não adianta disputar certezas e verdades, isto é muito desnecessário, pois tudo o que as mães mais desejam na vida é ver suas crias felizes. Ninguém precisa ter compromisso com o erro!

    Nas relações em que as mães conseguem ser para seus filhos referência de amor, carinho, conforto, aconchego e proteção, seu colo amoroso é o melhor lugar para aliviar sofrimento; suas palavras acalmam a alma e ajudam o filho a viver; seu carinho diminui a intensidade das dores; sua presença e seu olhar são o melhor incentivo para seguirem em frente e, mesmo diante das circunstâncias negativas da vida, saberão que se escorregarem ou caírem encontrarão uma mão estendida para ajudá-los a levantar e braços para acolhê-los. Sem dúvida, nada se compara a uma fala de súplica de uma mãe para comover corações e encurtar caminhos, até mesmo para se chegar a Deus.

    Todos nós sabemos que a ausência da mãe na vida de um filho faz muita falta sempre, porém costuma doer muito mais quando ela está viva e não consegue se tornar uma referência de amor para os filhos. Pela projeção natural da vida, as mães costumam morrer antes dos filhos e, como não dá para se mudar essa realidade, com o tempo vem a conformação; porém, quando um filho se sente abandonado, desqualificado e não amado por sua mãe, isso pode deixar cicatrizes profundas na vida dele – não é tão raro ouvir de adolescentes e adultos em meu consultório que nunca ouviram um “eu te amo” de suas mães e que também não se lembram de ter sido acarinhado por elas.

    A verdade é que as mães costumam ser a principal referência de afeto na vida de todos nós, até que os nossos filhos nasçam e a gente vire mãe. Entender a maternidade como um privilégio das mulheres é o que nos permite viver com nossos filhos um amor que transcende a tudo e faz a nossa existência ganhar um novo sentido; e se podemos contar com a presença de uma mãe amorosa em nossas vidas, ao nos tornarmos mães vivemos com muita alegria e leveza este papel.

    Então, como hoje é comemorado o Dia das Mães, vamos aproveitar a data para com nossos filhos e mães celebrarmos este amor verdadeiro, que modificou as nossas vidas e nos tornou pessoas melhores. Nada de economizar colo, carinho, aconchego e palavras, hoje e sempre.

    Agradeço a Naninha minha mãe, por ter me ensinado a amar. Carol e Clarinha, obrigada por tornarem minha vida maravilhosa, por me ensinarem a viver no tempo da delicadeza e por serem o meu maior e melhor motivo de felicidade e alegria nesta vida, amo vocês eternamente. Vida longa e feliz a todas as mães!

     

    Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *