• O SEXO É O TERMÔMETRO DOS RELACIONAMENTOS.

    Esta é uma verdade insofismável! Nos relacionamentos adultos, especialmente nos casamentos, o sexo é um dos componentes mais importantes das relações amorosas, mais do que isso, funciona como um termômetro de afetividade, tesão e interesse – quando o relacionamento flui bem, o sexo acontece com intensidade e frequência; quando o relacionamento vai mal, muito dificilmente o sexo vai acontecer com frequência e nem provocará encantamento e cumplicidade.

    É certo que o nosso cotidiano é afetado pelas circunstâncias da vida. Várias situações podem afetar a vida sexual de um casal como o cansaço, as decepções com o parceiro, o excesso de trabalho, as dificuldades financeiras, as doenças na família, os cuidados com os filhos, mas nada se compara à monotonia e ao tédio. Quando a monotonia se instala na vida do casal, o sexo tende a acontecer de forma burocrática (sempre ocorre de forma igual, na mesma sequência e sem emoção) e assim não há tesão que resista!

    Fazer sexo é muito bom e ainda faz muito bem à saúde física e emocional. Torna as pessoas mais afetivas; melhora o humor; faz bem para o coração (durante o sexo há um aumento temporário do trabalho cardíaco e da pressão arterial); diminui o estresse (produz endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem estar); melhora a autoestima; ajuda a emagrecer (o esforço de uma atividade sexual equivale, em média, a um trote de 7,5km por hora); favorece o relaxamento muscular; ajuda a diminuir dores; favorece um sono reparador e produz felicidade…

    No encontro sexual, as preliminares são fundamentais. Mulheres gostam de ser tocadas e beijadas (não que os homens não gostem, mas as mulheres precisam disso para entrar no clima). Crie um ambiente de erotismo e encantamento para o momento do sexo. Perfume a sua alma, sem reserva e sem pudores disponibilize-se para o encontro amoroso. Demonstre o quanto você deseja a companhia do seu amor, inunde sua alma de fantasia e deixe o seu corpo falar por você.

    O sexo precisa provocar arrepio na alma e no corpo. Invista no erotismo, crie momentos de intimidade e estimule as fantasias eróticas. É natural e saudável ter fantasias sexuais, elas fazem parte da intimidade do casal, alimentam o desejo e servem de estímulo para as atividades sexuais. Você já perguntou ao seu parceiro quais as fantasias sexuais dele? Já conversou com ele sobre as suas? Conversem sobre isso, soltem a imaginação e descubram juntos novas formas de viver o prazer.

    Fugir da rotina costuma ser muito prazeroso e excitante. Surpreenda o seu amor! Aconteça na vida dele (a) de forma diferente. Da mesma forma que o sexo não precisa ter hora para acontecer (tudo vai depender do movimento das pessoas na casa e da disponibilidade de vocês), nem sempre acontecerá com a mesma intensidade e nem no mesmo tempo, mas, em qualquer circunstancia, invista no erotismo, crie momentos de intimidade e estimule as fantasias eróticas. Enfim, como bem disse o poeta Drummond, “o que se passa na cama é segredo de quem ama”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *