• EU GOSTARIA DE MUDAR, MAS…

    Quem tem filho, vive ou já viveu a dificuldade de estabelecer rotinas e de fazê-los cumprir protocolos de conduta que são necessários para a saúde e bem estar deles e também para garantir um convívio social harmonioso. Quando os filhos são crianças, convencê-los a realizar tarefas que não sejam prazerosas para eles (é bom lembrar que eles são regidos pelo princípio do prazer), como escovar os dentes, tomar banho, parar de brincar para fazer o dever da escola, tomar remédio, dormir cedo, comer determinados alimentos, emprestar seus brinquedos para o irmão ou coleguinhas… pode se tornar um processo desgastante e penoso, dependendo da forma com que os pais lidam com isso.

    Com os filhos adolescentes os problemas são outros: as dificuldades costumam ser grandes em fazê-los entender e acatar ordens que nos parecem simples como desligar o computador, o videogame ou o celular para que eles possam dormir, acordar no horário de irem pra escola, participar dos eventos familiares, cumprir com as obrigações da agenda escolar, respeitar valores e obedecer a limites. Essas tarefas costumam demandar tempo, paciência e energia dos pais. Os filhos crescem, seguem seus caminhos, estabelecem novas rotinas na vida deles e nós, continuamos a nos preocupar com eles.

    LIDANDO COM AS REPETIÇÕES

    A vida de todos nós é repleta de rotinas e de repetições. Desde a hora em que acordamos até a hora em que dormimos repetimos condutas e, embora muitas delas tenham dado trabalho para serem estabelecidas, foram incorporadas ao nosso cotidiano de tal forma que já se tornaram automáticas, não exigindo de nós nenhum esforço, elas simplesmente acontecem. E assim, ao longo da vida cristalizamos comportamentos que nem sempre são válidos e produtivos, mas não conseguimos nos livrar deles. Muitas pessoas percebem a necessidade de mudar, verbalizam esse desejo, mas se sentem impotentes e sem forças para fazer diferente.

    Esses “protocolos de desejos e intenções”, às vezes se transformam em listas (no final do ano acontecem com mais frequência), são apregoados para as pessoas mais próximas e muitas vezes não são concretizados. Desejo que não se realiza é sonho ou ilusão. A vida não dá certezas para ninguém, mas nos possibilita criar possibilidades. Para fazer acontecer é preciso determinação! Tenha claro o que você quer, aonde você quer chegar e comece logo, quem quer fazer não adia atitude, muito pelo contrário, marca prazo, estabelece metas, define objetivos, vislumbra benefícios, pois acredita no seu poder pessoal de realizar coisas e produzir felicidade.

    POR QUE É TÃO DIFÍCIL?

    Mudar não é fácil, exige determinação, investimento e convencimento.  Tudo o que acontece de forma repetitiva e que provoca alguma forma de recompensa fica gravado em nosso cérebro que passa a lidar com essa informação de uma forma automática, transformando o desejo em um hábito. Quando o hábito é bom como fazer exercício físico, namorar, ouvir música, amar… torna-se um benefício para nós; quando é um mau hábito como fumar, viver estressado, ter uma vida sedentária, dormir mal… com certeza, impede que a gente tenha qualidade de vida.

    Os hábitos mantém o cérebro ligado e, do mesmo modo que foram sedimentados pela repetição, também poderão ser substituídos da mesma forma. Crie novos hábitos para sua vida a partir do estabelecimento de novas rotinas, assim, pouco a pouco o seu cérebro vai apagando as memórias das rotinas antigas e acrescentando as novas, que vão criar novos padrões de recompensa que serão incorporados ao seu padrão de condutas. Faça uma reflexão e decida o que você deseja mudar na sua vida. Invista em seu prazer e felicidade. Mude o que você precisa mudar e reforce tudo o que lhe traga paz, prazer e harmonia. Comece já! Decrete que você vai se comprometer em viver mais feliz.

     

    Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *