• AME-SE!

     

    Fique muito atenta à forma como você vive os seus afetos. Para que você viva paz e felicidade é importantíssimo que se proponha a ter uma relação mais amorosa com você mesma e com as pessoas que fazem parte da sua vida, mas lembre-se sempre de estabelecer uma ordem de prioridade na vivência do seu amor: primeiro o amor próprio, depois o recíproco. Sem conseguir sentir estima, dignidade, respeito e admiração por você mesma, você não vai conseguir ser sua própria prioridade e, muito menos, vai investir energia em realizar seus desejos e entender que seus sonhos são seus e que, portanto, é tarefa sua realizá-los.

    O amor interfere muito no desenvolvimento biopsicossial de todos nós, desde o período em que somos gestados. Para uma criança crescer e se desenvolver de uma forma saudável é necessário que ela seja e se sinta amada por alguém e, como os pais são referências primárias de amor e afeto e modelos de identificação, o ideal é que nos sintamos amados por eles (ou pelo menos por um deles) e, se por qualquer motivo eles não sejam presentes em nossa vida, outra pessoa pode ser esta referência de afeto para nós. A verdade é que só sabe amar quem se ama e para que alguém se ame é preciso que tenha sido amado.

    A melhor forma de demonstrarmos nosso amor pela gente é aceitar quem somos e procurarmos ser uma melhor versão de nós mesmos, ser fiéis à nossa essência e acreditar em nosso potencial criativo e de realização. Para caminhar com leveza na vida deixe sua alma livre, sinta o seu coração, acredite em você, invista tempo e energia na realização de seus desejos, avalie possibilidades e se empenhe em eternizar momentos – quem não tem histórias prazerosas e interessantes para lembrar e contar passou por esta vida e não viveu!

    Amar e ser amado são um sonho afetivo de consumo da maioria das pessoas, mas é preciso que se criem condições objetivas para que o amor aconteça e esse investimento precisa ser sempre que possível e não de vez em quando. Comece buscando ser mais carinhoso com você, aceitando a sua humanidade, tendo consciência de que erros e acertos fazem parte da vida (da nossa e dos outros), que nem tudo no nosso caminho vai ser fácil, que os outros não são responsáveis pela realização dos nossos desejos e que eles não vieram ao mundo para atender as nossas expectativas. A sua felicidade depende de você e da forma como você entende e vive a sua realidade.

    Quem se ama, se cuida, se protege, se prioriza, se valoriza e não se deixa ser maltratada, desrespeitada, desqualificada, agredida e humilhada por ninguém! Quem ama o outro o valoriza, acolhe, protege, chega junto e procura também olhar na mesma direção. Em qualquer tipo de relacionamento (que pode ser amoroso, de amizade…), se você perceber que está fazendo demais, é porque tem alguém fazendo de menos e, quando não há reciprocidade de atitude isto é sinal de que o outro não te prioriza e nem te valoriza como devia. Não aceite ser pouco na vida de ninguém!

    Ame-se! Ame o seu amor e lembre-se que o amor só cresce na liberdade, no mais, a vida mostra caminhos. Fique atento!

    Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *